Originalmente escritos em polonês e alemão, e inéditos em língua portuguesa, os escritos políticos de Rosa Luxemburgo abrangem um período que vai de 1899 a 1918. Nos textos ela trabalha temas como: acumulação do capital, guerra e imperialismo;  organização democrática do partido e liberdade de crítica; condenação do terrorismo e do racismo; defesa da ação autônoma das massas populares; crítica da substituição dos trabalhadores pelo partido; relatos sobre a Revolução Russa de 1905 e de 1917.

Abaixo, os links para o download em formato PDF

Martinica
Deslocamentos na política mundial
Socialdemocracia e parlamentarismo
A solução da questão
Revolução armada em Moscou
Crítica no movimento operário
O ano da revolução
Blanquismo e socialdemocracia
Organização e desorganização
Vinte e cinco anos da Festa de Maio -_Dia do Trabalhador_
Imperialismo
Primatas
A hora fatídica
Problemas russos
A responsabilidade histórica

 

Pensando os lugares das mulheres no mundo

Ao enfrentar o ambiente machista e patriarcal da social-democracia alemã, Rosa se posiciona a favor dos interesses das mulheres trabalhadoras, contrapondo-os aos das mulheres burguesas.

Por uma prática pedagógica popular

Rosa foi professora da escola de quadros do Partido Social-Democrata Alemão e sua prática orientou a reflexão acerca da prática pedagógica.

Solidariedade com os deserdados da Terra

Rosa e a literatura

Rosa Luxemburgo existe para além da militância, da política partidária. E os textos aqui escolhidos dão prova da inquietude intelectual da revolucionária polonesa. Apaixonada por literatura, sobretudo a russa, Rosa tece comentários interessantes sobre seus autores prediletos, que também ajudam a entender suas ideias políticas.

Tolstói como pensador social